Associação Gaita-de-Foles A.P.E.D.G.F. APEDGF
Associação Portuguesa para o Estudo e Divulgação da Gaita-de-foles - Portuguese Bagpipe Society .'.
gaita - bagpipe - cornemuse - zampogna - dudelsack - bock - gaida - phìob - biniou - mezoued -zucra - duda - pipe - sackpipa
  Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola | Comprar | Orquestra de Foles Documentos  | Contactos

« Principal « Notícias « III Festival Internacional de Música Tradicional
.

Espaco.jpg (632 bytes)
   
Espaco.jpg (632 bytes)
   
Espaco.jpg (632 bytes)
   
Espaco.jpg (632 bytes)
   
Espaco.jpg (632 bytes)

III Festival Internacional de Música Tradicional 
Macedo de Cavaleiros, 6 e 7 de Setembro de 2002


Macedo de Cavaleiros vai acolher nos dias 6 e 7 de Setembro o III Festival Internacional de Música Tradicional.
Um festival onde se destaca a presença de alguns grupos portugueses e estrangeiros que têm a gaita-de-foles como um dos instrumentos principais: Galandum Galundaina e os Pauliteiros de Miranda (Portugal), La Bazanca (Espanha), Lelia Doura (Portugal), Dolzaineros Del Masegar (Espanha) Carlos Medeiros (Açores, Portugal) Comvinha Tradicional (Portugal), Zeca Medeiros (Açores, Portugal), Urbalia Rurana (Espanha) e Maurizio Martinotti (Itália).



::Programa

6 de Setembro
18:00 H - Animação de rua com os Dolzaineros Del Masegar 
21:30 H – Concerto na Praça das Eiras
Galandum Galundaina com Pauliteiros 
La Bazanca 
Carlos Medeiros

7 de Setembro
18:00 H – Animação de rua com Lelia Doura 
21:30 H- Concerto na Praça das Eiras: 
Comvinha Tradicional 
Zeca Medeiros 
Urbalia Rurana e Maurizio Martinotti 



::Grupos Participantes

Galandum Galundaina com os Pauliteiros de Miranda – Portugal
Com o objectivo de recolher, investigar e divulgar o património musical das Terras de Miranda, nasceu em 1996 o Grupo de Música Tradicional Galandum Galundaina. O trabalho deste grupo tem-se traduzido em edições discográficas e espectáculos nos mais variados ambientes, desde animações tradicionais, a vários concertos na Expo 98, Festivais Intercélticos e Festivais Internacionais de Música Tradicional.

Dolzaineros Del Masegar - Espanha
Trata-se de uma banda que surgiu a partir de um grupo de jovens entusiastas dos instrumentos mais representativos da música popular castelhana. O seu gosto pelo contacto directo com o público faz deles um grupo essencialmente de rua. São já uma referência musical na província de Valladolid. Elementos do Grupo: Pedro Alonso - Percussão, José Luis Montero – Percussão e dulzaina, Miguel Angel Garrote - Dulzaina, Javier Petite – Dulzaina, Oscar Velasco – Dulzaina, Javier Velasco - Dulzaina.

Comvinha Tradicional - Portugal
Num mundo demasiadamente urbano, onde o indivíduo já não se identifica com a terra, os Comvinha Tradicional, propuseram-se encontrar e fazer renascer as melodias esquecidas.
Só um trabalho de pesquisa, a partir de velhos cancioneiros e de gravações apagadas na memória musical, permite fazer um trabalho como o dos Comvinha Tradicional. Os temas interpretados em espectáculo são a sede saciada. São as vozes perdidas no interior de Portugal que alcançam vida. A música portuguesa encerra dentro de si certos cânticos em polifonia, domínio onde é mais rica. Sendo eles cantares do povo, são canções que nascem da necessidade 
que o homem simples tem em fazer música, em ter música consigo nas mais variadas situações: o trabalho agrícola (a monda, a sacha, a cantiga da azeitona), ainda a alusão amorosa, séria ou ironicamente presente; na saudade, na região, no desprezo do citadino, no galanteio. De tudo isto, relacionando a antropologia inerente, os Comvinha Tradicional retiram o sumo para aproximá-lo aos dias em que vivemos, às nossas vidas e às nossas novas maneiras de fazer música. É por isso que retomam 
velhos temas numa forma intimista, fazendo-os atravessar a consciência urbana. Elementos do Grupo: Ana Catarina – Voz, bombo, Bruno Cardoso – Voz, cântaro, bodhran, bongós, darbuka, miudezas, Fernanda Fernandes – Concertina, cavaquinho, viola, Sandra Neves – Viola Braguesa, bandolim, Ana Ulisses – Voz, bombo, Miguel Oliveira – Flautas, gaita de foles, trancanholas, Ricardo Rocha – Guitarra, concertina, Blandino Soares – Voz, bandolim, guitarra, adufe.

Carlos Medeiros – Açores, Portugal
Carlos Medeiros, intérprete de música tradicional açoriana, nasceu na “Ilha de Jasus”, conhecida por Terceira - Açores.
Fundou e pertenceu a vários grupos de música tradicional, de que se destacam “Toques”, “Cantinho da Terceira” e “Balada do Atlântico”. Enquanto membro deste grupo, participou em vários festivais em Portugal e noutros países Europeus.Tem participado em vários trabalhos discográficos, nomeadamente, “Sete anos de Música Açoriana”, “Viola da Terra” de José Luís da Farmácia e “Cantar de Amigos”. 
Participou também em alguns programas televisivos, realizados por José Medeiros.
Em resultado de recolhas feitas na área da música tradicional, gravou dois CDs, produzidos por Luís Bettencourt, “O Cantar na M`incomoda” e “Dança das Fitas”. Elementos do Grupo: Carlos Medeiros – Guitarra acústica, Flauta e gaitas de foles, Paulo Borges – Piano, metalofone, melódica e sintetizador.

La Bazanca – Espanha
O Grupo La Bazanca foi fundado em 1980, com a finalidade de difundir a música tradicional de Castela e Leão. O Grupo ao longo da sua existência tem aglutinado várias formações, o que originou a coexistência de diversas influências musicais. Este facto, aliado à continua preocupação de investigar novas sonoridades, a utilização de 
instrumentos herdados da tradição Musical Ibérica, fazem com que La Bazanca desfrute de uma personalidade própria, com um rigoroso trabalho de compilação, classificação e adaptação de todo o seu saber tradicional.Este grupo é, também, um dos maiores expoentes em música Judaico-Espanhola ou sefardi, a nível nacional e internacional.
Elementos do Grupo: Paco Díez – Voz, Guitarra, Sanfona, Gaitas e percussão, Salvador Cacho – Voz, alaúde, bandurria, rabel e percussão, Javier Macaya – Sanfona, violino, flauta e tamboril, Luis Medina – Voz, quijada, cajón, cajita, bongos e percussão.

Zeca Medeiros - Açores, Portugal
José Medeiros nasceu em Vila Franca do Campo (Açores) em 1951. 
Funcionário da RTP Açores desde 1976, realizou vários trabalhos televisivos, dos quais podemos destacar a famosa série “Xailes Negros”(1986). Na Música tem feito diversos trabalhos como autor, interprete e compositor. Em 1989 ganhou o prémio “Rádio Renascença” para o melhor disco de Música Popular Portuguesa. Elementos do Grupo: Zeca Medeiros – Voz e Guitarra acústica, Paulo Borges – Piano Sérgio Mestre – Guitarra acústica, flauta e voz, Gil Alves – Flauta, Congas e voz, Bruno Martins – Contrabaixo, Mariana Abrunheiro – Voz.

Lelia Doura – Portugal
A Banda de Gaitas Lelia Doura, faz parte da Associação com o mesmo nome. O seu repertório baseia-se essencialmente na música tradicional/popular de Portugal, Galiza, Bretanha, Irlanda e Escócia.
A Associação Lelia Doura, fundada em 1998 na cidade do Porto, visa levar a cabo acções de carácter cultural, nomeadamente o ensino, execução e prática da Gaita de Foles, instrumento nacional que deve ser dignificado e divulgado por ser parte integrante do nosso património e memória colectiva. Têm desenvolvido acções pedagógicas em estabelecimentos de ensino e participado em espectáculos e festivais 
escolares tendo alargado a mesma acção a outras instituições idênticas no sentido de captar o interesse das populações e comunidades escolares. Elementos do Grupo: Calheiros, Paulo Marcelo, Filipa, Rangel, José Luís - Gaitas, Ricardo Balazeiro - Percussão.

Urbalia Rurana – Espanha, com Maurizio Martinotti – Itália
Estes dois grupos, embora de países diferentes, têm vindo a trabalhar conjuntamente a cultura musical tradicional do Sul do Europa (Espanha e Itália).”Territorios Amables” é o resultado deste trabalho comum. Urbalia Rurana e Maurizio Martinotti souberam misturar com sensibilidade os seus repertórios de canções e melodias populares.
Este trabalho nasceu devido a uma boa relação pessoal e artística entre o músico Italiano e o grupo Valenciano, dinamizador de eventos de música tradicional. Quem ouvir os “Territorios Amables” sente uma natural ligação entre os repertórios e os idiomas de ambos os países. Uma amável convivência entre territórios em que homens e mulheres, com as suas canções, conseguiram tornar os seus trabalhos menos enfadonhos. Elementos do Grupo: Maurizio Martinotti – Guitarra, mandola e voz, Toni Terregrossa – Guitarra, Guitarró, Bouzouki e voz, Xavi Folk – contrabaixo, Jaume Gosàlbez - Saxo soprano, dulzaina e voz, Bernat Pellicer – Bateria e outras percussões, Carlos Sanchis - Acordeão.

 


Início | Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola de Gaitas |
Comprar | Orquestra de Foles | Documentos | Equipa | English  | Links | Contactos
Powered by RRMerlin

Associação Gaita de Foles - direitos reservados