Associação Gaita-de-Foles A.P.E.D.G.F. APEDGF
Associação Portuguesa para o Estudo e Divulgação da Gaita-de-foles - Portuguese Bagpipe Society .'.
gaita - bagpipe - cornemuse - zampogna - dudelsack - bock - gaida - phìob - biniou - mezoued -zucra - duda - pipe - sackpipa
  Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola | Comprar | Orquestra de Foles Documentos  | Contactos

« Principal « Notícias « II Encontro de Tocadores
.
 

1º Encontro: Crónica

Breve Crónica do I Encontro de Tocadores, por José Miguel Barros, no site At-tambur.com
  Dúvidas?

Para quaisquer dúvidas e esclarecimentos adicionais, contactos:

E-mail:
[email protected]

Telefone:
91 763 8023

 

Para Ouvir

Registos sonoros recolhidos no estúdio de gravação da edição de 2002, disponíveis para download, em mp3
  Fotografias  
Imagens das várias oficinas do primeiro Encontro...

II Encontro de Tocadores
Ao encontro da música tradicional e dos seus instrumentos

Nisa, dias 9, 10 e 11 de Maio de 2003
 
Encontro Actividades Instrumentos Programa Inscrições

Instrumentos - Viola Campaniça
Características
Contexto social
Afinação




Características
A viola campaniça é a maior das violas portuguesas, com 94 cm. Para além dos trastos normais, apresenta mais dois ou três trastos complementares, já sobre o tampo, e apenas sob as cordas agudas, de modo a permitir uma amplitude maior nos agudos do canto que aí se desenha (ver foto).

Contexto social
A viola campaniça usava-se por todo o distrito de Beja e noutras zonas próximas, toca-se a solo ou a acompanhar o canto de “modas” e “despiques”, geralmente entre dois tocadores, que improvisam, nos bailes públicos e particulares, nas festas, nas vendas e noutras quaisquer ocasiões. Essas “modas” e “despiques” à viola campaniça, de ritmos vivos e de uma feição alegre e extrovertida, são de facto totalmente alheios à gravidade concentrada, à interioridade e à nostálgica solenidade que caracterizam os clássicos corais polifónicos da província. 

Afinação
A afinação da Viola Campaniça está estreitamente adaptada à voz que acompanha. Assim, as primas afinam pela voz, porque é nelas que preferencialmente se dá o canto; as segundas, no terceiro ponto, afinam pelas primas soltas; as terceiras, ou toeiras, no sétimo ponto, afinam pelas primas soltas; as quartas, ou bordão das primas, no segundo ponto, afinam pelas primas soltas; as quintas são idênticas às toeiras, com o bordão uma oitava a baixo – o que corresponde uma afinação ré – si – sol – dó – sol (do agudo para o grave), começando a afinação com o canto pelo ré. (Fig. 7).

Fig. 7 – Afinação das 10 cordas da viola campaniça; os números indicam as ordens, 1 para primeiras, 2 para segundas e assim sucessivamente.


(Extraído e adaptado do Livro “Instrumentos Musicais Populares Portugueses” de Ernesto Veiga de Oliveira e Benjamim Pereira - Gulbenkian 2000).

 


Início | Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola de Gaitas |
Comprar | Orquestra de Foles | Documentos | Equipa | English  | Links | Contactos
Powered by RRMerlin

Associação Gaita de Foles - direitos reservados