Associação Gaita-de-Foles A.P.E.D.G.F. APEDGF
Associação Portuguesa para o Estudo e Divulgação da Gaita-de-foles - Portuguese Bagpipe Society .'.
gaita - bagpipe - cornemuse - zampogna - dudelsack - bock - gaida - phìob - biniou - mezoued -zucra - duda - pipe - sackpipa
  Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola | Comprar | Orquestra de Foles Documentos  | Contactos

« Principal « Notícias « II Encontro de Tocadores
.
 

1º Encontro: Crónica

Breve Crónica do I Encontro de Tocadores, por José Miguel Barros, no site At-tambur.com
  Dúvidas?

Para quaisquer dúvidas e esclarecimentos adicionais, contactos:

E-mail:
[email protected]

Telefone:
91 763 8023

 

Para Ouvir

Registos sonoros recolhidos no estúdio de gravação da edição de 2002, disponíveis para download, em mp3
  Fotografias  
Imagens das várias oficinas do primeiro Encontro...

II Encontro de Tocadores
Ao encontro da música tradicional e dos seus instrumentos

Nisa, dias 9, 10 e 11 de Maio de 2003
 
Encontro Actividades Instrumentos Programa Inscrições

Encontro

Apresentação
Música Tradicional, para quê?
Objectivos do Encontro
Do Futuro...

Apresentação

O II Encontro de Tocadores acontece em Nisa nos dias 9, 10 e 11 de Maio. O Encontro de Tocadores faz-se com músicos, e com todos aqueles que dedicam à música o seu melhor tempo, na aldeia ou na cidade. O Encontro de Tocadores pretende reforçar a construção partilhada de um espaço assente na troca de experiências em torno da Música Tradicional, dos seus músicos, dos instrumentos populares, dos seus repertórios e enquadramentos sociais, de forma viva, e animada.


 
Nisa, 2002: Oficina de Gaita de foles.

Quer envolver progressivamente todos aqueles que se identificam com o tema e desejam aprender e contribuir activamente para a dignificação do excepcional património etnomusical que possuímos, provavelmente o mais rico e variado de toda a Europa. Este projecto, iniciado em 2002, prova ter espaço e matéria para a sua ambição.

È também um espaço de divulgação aberto à população em geral, com motivos bastantes a considerar. Dos encontros em festa nocturnos à feira de instrumentos, dos passeios no Tejo, ás cristas quarteziticas do Ródão, à observação de grifos, ou ás queijarias e salsicharias e melarias, muitos motivos existem para uma deslocação a Nisa. 

O Encontro de Tocadores , surge na sequência de longas e informais conversas sobre o estado actual da cultura musical de raiz tradicional em Portugal, do vasto património que constitui, e das novas perspectivas que actualmente se revelam.

Da constatação da necessidade de troca, de informação e de experiências, entre todos aqueles que, unidos pela música pertencem a diferentes gerações e vivências, nasceu o desafio de construção de um espaço de encontro musical regular. 

Este desafio foi lançado pela Associação Pedexumbo, Attambur, D´Orfeu, Gaita de Foles e Ocre, a um número maior de interessados e colaboradores e que se materializou naquilo que foi o “I º Encontro de Tocadores -Nisa 2002”. Nesse primeiro encontro participaram cerca de 70 Músicos, e 5 construtores de instrumentos, registando-se uma grande afluência de população, quer da região quer de outros locais do país. Este ano é esperado um crescimento significativo da participação nesta iniciativa.

O encontro de tocadores enceta assim uma estratégia capaz de, a prazo constituir referência maior na cultura popular portuguesa, pela acção de encontro e reforço das nossas raízes musicais. Com todos.

Música tradicional: Para quê?

Portugal um país de tradições rurais, tem vivido desde há muito na decadência dos seus sinais tradicionais vividos. País com uma cultura musical e etnográfica riquíssima e variada, assistiu, com a industrialização ao progressivo e continuado abandono dos campos, ao minguar progressivo da cultura popular, sedimento milenar de todos os que por cá passaram, perpetuado oralmente e em práticas sociais muito localizadas. 


 
Oficina de Viola Campaniça.

Se é certo que os cantos na sacha do milho ou na ceifa do trigo, foram substituídos pelo roncar dos motores, se é certo que as práticas sociais da quaresma, do natal ou dos reis, expressa em cânticos mais ou menos religiosos, são cada vez mais débeis, se as romarias, os seus romeiros e as suas gaitas foram progressivamente calados pelos altifalantes e pelas grandes feiras-de-tudo, tão iguais em todo o lado, também é certo que, hoje as novas gerações , procuram saber mais, integrar aquilo que nos deixaram séculos de história - Sons, práticas vivências culturais, de um país que teima em ser rural na sua cultura vivida, na cidade ou no campo ( ... todo o citadino sabe em que terra estão as suas origens, raramente na grande cidade....).

Assim, longe de “ salvar o Passado” hoje o que nos move é a oportunidade de aprendermos com os seus sinais e práticas vivas. Focar as questões de forma aberta e consciente. Viver as expressões das formas tradicionais, enquanto “notícia” do nosso passado e, simultaneamente, riqueza singular para as aprendizagens que fazem o nosso futuro. Contribuir para “refuncionalizar” a tradição musical. Procurar práticas adjacentes a esta, numa época em que cada vez mais se querem afirmar as particularidades que nos fazem diferentes. Sem conservadorismo cego, mas com a alegria, o gozo, a energia e o espírito de partilha que nos move neste projecto. E que sempre foram a razão de ser da música e da cultura popular. 

O Encontro de tocadores - objectivos do encontro


 Estúdio de gravação: gerações de tocadores de concertina.

O Encontro de Tocadores, visa a passagem de testemunho entre músicos de diferentes gerações e contextos sociais, bem como a aproximação aos construtores de instrumentos tradicionais, num espaço conjunto de promoção da música e das tradições musicais. È objectivo a representação a prazo de todos os instrumentos que marcam a cultura tradicional Portuguesa. 

Nisa e o Norte Alentejano, região marcadamente rural, ficam igualmente a ganhar com este acontecimento, tendo mais uma vez a oportunidade de dar a conhecer em paralelo a região, as suas artes tradicionais, os seus ambientes, através da dedicação a um evento que interessa ao país e que no futuro certamente atrairá por si muitos participantes. 

Objectivos do encontro

• Propiciar troca de informação e experiências;
• Alargar conhecimentos específicos relativamente à arte e contextos tradicionais;
• Valorizar as relações intergeracionais e o saber adstrito à cultura popular e sua interpretação;
• Promover o conhecimento aprofundado de cada contexto musical versado.
• Partilhar em festa aberta o gozo da música tradicional.

Do Futuro

Está desde já criada uma excelente plataforma, sempre em crescimento, para a preparação mais ambiciosa do que será o Encontro de Tocadores no futuro. Pretende enquadrar cada vez mais instituições e indivíduos que se interessam pelo âmbito em causa - a valorização do património etnomusical Português nas suas diversas expressões. A título de exemplo o Encontro de Tocadores organiza-se em torno de um fórum dedicado na Internet. Este facto possibilita o encontro permanente e a discussão e a coordenação à distância, aligeirando as agendas- Reuniões de trabalho presenciais. Estes são também dois grandes objectivos do projecto - aperfeiçoar a possibilidade de trabalho à distancia e angariar os parceiros para um trabalho em continuidade.

 


Início | Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola de Gaitas |
Comprar | Orquestra de Foles | Documentos | Equipa | English  | Links | Contactos
Powered by RRMerlin

Associação Gaita de Foles - direitos reservados