Associação Gaita-de-Foles A.P.E.D.G.F. APEDGF
Associação Portuguesa para o Estudo e Divulgação da Gaita-de-foles - Portuguese Bagpipe Society .'.
gaita - bagpipe - cornemuse - zampogna - dudelsack - bock - gaida - phìob - biniou - mezoued -zucra - duda - pipe - sackpipa
  Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola | Comprar | Orquestra de Foles Documentos  | Contactos

« Principal « Notícias « XIII Xeremiers
.
Espaco.gif (821 bytes)

 

Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)

XIII Encontro de Xeremiers e Gaiteiros
Ses Voltes (Palma de Maiorca, Espanha), dia 16 de Maio



Foto: Xeremier (tocador de Xeremia) acompanhado de tamborileiro.

No próximo domingo 16 de Maio, a partir das 11:30, terá lugar o XIII Encontro de "Xeremiers e Gaiteirs" em Ses voltes (Palma de Maiorca, Espanha).
Este evento, organizado pelo Centro Galego de Maiorca em colaboração com o Ajuntament de Palma, surgiu originalmente como ponto de encontro entre duas referências da cultura galega e maiorquina: as Xeremies maiorquinas e a Gaita galega, (duas gaitas-de-fole diferentes, de origens diferentes) e que com o passar dos anos integrou também convidados de outros países, que têm a gaita de fole como instrumento privilegiado.
Desta forma, para além de uma grande quantidade de xeremiers maiorquinos e gaiteiros galegos, passam pelo encontro músicos oriundos de outras zonas de Espanha, como Zamora ou Astúrias, mas também de países como a Escócia, Irlanda, França, Bélgica, Alemanha e Portugal.


Grupos participantes:

Banda de Xeremies de l'Ajuntament de Palma 
(Xeremies - Maiorca)
A Banda de Xeremies de l'Ajuntament de Palma surge a partir da escola oficial de xeremiers da capital maiorquina. É uma das primeiras bandas deste estilo, surgidas em Maiorca, sob a direcção de Teo Salvá. Participarem já em vários festivais na própria ilha e em muitos pontos da península ibérica.


Banda de Gaitas Anaquiños do centro galego de Maiorca
(Gaita galega - Galiza).
Organizadores do encontro, esta banda é composta por músicos maioritariamente descendientes de emigrantes galegos ou com alguma relação com a Galiza. Actuaram por toda a ilha de Maiorca, Menorca e Ibiza e participaram em numerosos concursos e festivais de Barcelona, Madrid e Santiago de Compostela. Ganharam em duas ocasiões o primeiro prémio do World Dance Festival, que ocorre a cada dois anos em Palma de Maiorca.


Inácio Alonso 
(Gaita galega - Galiza)
Membro do grupo Anaquiños do Centro Galego de Maiorca, é reconhecido pelo seu trabalho como gaiteiro solista. Participou em vários concursos em Barcelona e destaca-se sobretudo pelo seu estilo de tocar com digitação fechada, (característica de muitas gaitas galegas antigas), além de possuir uma técnica tradicional e dominar com mestria os recursos estilísticos próprios da música galega.


Laura Merchán 
(Gaita de Sanabria e Aliste - Espanha)
A mais jovem das participantes, aos treze anos tem já um grande domínio da gaita-de-fole de Sanabria y de Aliste. Frequentou durante muitas ocasiões a Escola de Folclore de Zamora, onde aprendeu as diferentes variantes utilizadas na província espanhola de Zamora (Sanabria e Aliste) e na zona portuguesa de Trás-os-Montes.


André Ventura 
(Gaita Transmontana - Portugal)
André Ventura é um dos jovens gaiteiros formados pela Associação Gaita de Foles; o seu percurso musical inclui a passagem por grupos como os Gaitafolia, At-tambur e ainda se dedica às artes performativas e teatro de rua. O convívio próximo com gaiteiros transmontanos, como José Maria Fernandes, Henrique Fernandes ou os Galandum Galundaina, por exemplo, bem como a audição atenta de gravações e recolhas de música de gaita transmontana, permitiram-lhe ter um domínio do instrumento e técnicas interpretativas que são complementadas com a sua espontaneidade e à vontade em palco, resultando em actuações vivas e enérgicas, que relembram os gaiteiros de outrora.
A gaita trazida por André Ventura é uma réplica de Gaita Transmontana, construída nas oficinas da Associação Gaita de Foles e resultante de um longo trabalho de investigação e recuperação do instrumento; um trabalho que também tem sido levado a cabo paralelamente em Sendim (pela Sons da Terra), Miranda do Douro ou Mogadouro, por exemplo.





 


Início | Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola de Gaitas |
Comprar | Orquestra de Foles | Documentos | Equipa | English  | Links | Contactos
Powered by RRMerlin

Associação Gaita de Foles - direitos reservados