Associação Gaita-de-Foles A.P.E.D.G.F. APEDGF
Associação Portuguesa para o Estudo e Divulgação da Gaita-de-foles - Portuguese Bagpipe Society .'.
gaita - bagpipe - cornemuse - zampogna - dudelsack - bock - gaida - phìob - biniou - mezoued -zucra - duda - pipe - sackpipa
  Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola | Comprar | Orquestra de Foles Documentos  | Contactos

projecto   :   instrumentos   :   programa   :   locais   :   inscrição   :  contactos  :  apontadores
Espaco.gif (821 bytes)


Índice:

Introdução

Oficina

 

Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)


Instrumentos
> Gaita-de-fole > Oficina


O Gaiteiro Joaquim Pereira "Carriço", acompanhado pelos seus percussionistas, nos anos 80 (foto: Rui Pais de Carvalho).

Oficina de Gaita-de-fole: História, repertórios e técnicas.

Nesta edição,a oficina de gaita-de-fole dará a conhecer o Sr Joaquim Pereira, gaiteiro da Beira Litoral. Através da oficina, o tocador dará a conhecer o repertório e técnicas de gaita-de-fole da sua região, ajudado pela presença do pivot, Pablo Carpinteiro. Este ano, a gaita-de-fole será devidamente acompanhada pela percussão, como é hábito nas formações de gaiteiros de todo o país, com a presença do tocador António Roque.
A Beira Litoral é uma das regiões portuguesas mais ricas e desconhecidas no que respeita à Gaita-de-fole. Embora quase todos tenham ouvido falar de gaiteiros no Minho, Trás-os-Montes ou mesmo na Estremadura, muitos desconhecem a riqueza dos gaiteiros da Beira Litoral. Ainda hoje, muitos gaiteiros envelhecidos conservam nas regiões rurais nos arredores de Coimbra gaitas-de-fole com mais de 100 anos de antiguidade, construídas localmente - instrumentos ainda pouco estudados e divulgados que são muito diferentes, na morfologia e tonalidade, dos existentes no resto do país.

Tocador: Joaquim Pereira “Carriço”
Joaquim Pereira, mais conhecido por Carriço, homem de setenta e sete anos de idade, nascido, criado e casado na Quinta do Valongo, freguesia da Vacariça, é um dos derradeiros gaiteiros tradicionais da zona que engloba Coimbra e concelhos limítrofes.
Apesar de não ter antecedentes na família, Joaquim Carriço conheceu diversos antigos gaiteiros da zona, de quem bebeu grande parte do saber. Entre estes antigos tocadores, alguns nascidos bem dentro do século XIX, encontram-se os membros do grupo de gaiteiros da Vacariça, aos quais já Armando Leça fazia referência na obra Cancioneiro Músico-Popular, editada em 1940: “Na Mealhada deve reconstituir-se o Gaiteiro da Vacariça”. A ponteira da Gaita-de-fole tocada por Carriço foi construída por um artesão que tinha oficina na cidade de Coimbra. Sendo assim, este tocador faz parte do restritíssimo grupo de velhos gaiteiros da região que ainda utiliza um instrumento de fabrico local. Desde há décadas que o seu grupo tem participado em milhares de festas, a maior parte das quais patronais, participando em festejos quer profanos, quer sagrados, por exemplo, animando bailes, anunciando peditórios e tocando à frente das procissões. É um dos últimos gaiteiros da sua região que ainda sabe tocar o Passo-dobrado, um dos únicos temas exclusivos do repertório da gaita de fole da zona de Coimbra. Apesar de ter trabalhado durante muitos anos numa serração, nunca interrompeu o contacto com o trabalho da terra, seja cultivando as suas pequenas propriedades, ao longo de toda a vida, seja, durante vários anos, trabalhando ao dia, em grandes propriedades vinícolas bairradinas.
Henrique Oliveira


Pivot: Pablo Carpinteiro
Doutorado em Ciências pela Universidade de Santiago de Compostela, trabalha actualmente como investigador nessa instituição.
Começou a tocar a gaita aos 8 anos de idade e aos 18 fundou a banda de gaitas da Associação Cultural Val do Asma de Chantada e o grupo Folerpas de Chantada. A sua trajectória inclui os grupos Cantigas e Agarimos, o Obradoiro de Cultura Tradicional Ultreia, a Orquestra de Câmara da Universidade de Santiago de Compostela e a gravação de vários CD's a solo e com o grupo Ultreia e Requinta de Xian.
Como docente, tem administrado cursos de toque fechado em vários pontos da geografia galega e dá aulas de gaita em várias associações e escolas.

Nos últimos anos tem desenvolvido um intenso trabalho de investigação sobre a Gaita-de-Fole em Portugal, em colaboração com Henrique Oliveira, da Associação Gaita-de-foles. No decurso desse trabalho tem conhecido inúmeros gaiteiros populares, (incluíndo Flamínio de Almeida, Joaquim Carriço, entre muitos outros) e documentado vários instrumentos antigos, repertório e técnicas de gaiteiros portugueses, sobretudo oriundos da Beira Litoral. Para além de ser um dos maiores conhecedores da Gaita-de-fole em Portugal e na Galiza, é também um verdadeiro homem dos sete instrumentos, proprietário de uma rara colecção de gaitas antigas (algumas com mais de 100 anos), que toca de forma exímia.





 


Início | Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola de Gaitas |
Comprar | Orquestra de Foles | Documentos | Equipa | English  | Links | Contactos
Powered by RRMerlin

Associação Gaita de Foles - direitos reservados