Associação Gaita-de-Foles A.P.E.D.G.F. APEDGF
Associação Portuguesa para o Estudo e Divulgação da Gaita-de-foles - Portuguese Bagpipe Society .'.
gaita - bagpipe - cornemuse - zampogna - dudelsack - bock - gaida - phìob - biniou - mezoued -zucra - duda - pipe - sackpipa
  Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola | Comprar | Orquestra de Foles Documentos  | Contactos

 
 
     
     
 

 

 

Espaco.gif (821 bytes)

Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)
Espaco.gif (821 bytes)


Actividades Paralelas
> "Estratégia Musical"


Oficina de improvisação musical.

O Jogo Aberto - Estratégia Musical
Orientada por Bitocas, a oficina de improvisação musical utiliza o jogo como provocador lúdico de interacções comunicantes. Ora à Capela ou instrumental, destina-se a músicos - amadores ou profissionais.
Nesta oficina exploram-se as relações entre o jogo e a improvisação musical. Com um resultado musical surpreendente, pela capacidade de promover a aceleração dos processos de experimentação e partilha, esta é uma nova ferramenta para a experiência musical e performativa, com a particularidade de alargar os horizontes criativos e técnicos dos participantes, muito para além do que é convencional.


Monitor: BitOcas
Victor Fernandes, mais conhecido por BitOcas, sempre dado ao experimentalismo e à improvisação, desde cedo se interessou pelas questões pedagógicas por constatar que essa forma de encarar a música não era muito difundida nem praticada pelos músicos à sua volta. O que o levou ao longo dos anos a desenvolver uma metodologia própria para a experiência e estudo musical e que, consequentemente, foi aplicando tanto no ensino como nas artes de palco. Frequentou o Conservatório de Música de Aveiro e o Curso de Percussão da Escola Profissional de Música de Espinho. Mas foi de forma autodidacta que desenvolveu a maior parte das suas experiências pedagógico-musicais e através de vários convites tem-se visto envolvido nos mais variados projectos formativos e cénicos: d’Orfeu Associação Cultural (1995) Tocárufar (1998), O Jogo Aberto (2002).
Neste sentido tem também criado e desenvolvido vários trabalhos performativos sugerindo novas relações entre o jogo, a improvisação, a criatividade e o imaginário, como é exemplo "O Mistério das Vozes Vulgares" e "Fónix-Pop Atletique musique". Entre várias colaborações, participou em projectos teatrais com companhias como O Acto (Estarreja), a Acert (Tondela) e Efémero (Aveiro). Entre 2001 e 2006 leccionou a disciplina de Expressões Integradas no Instituto Piaget de Viseu. Desde 1994, colabora com a "Akademie fur Musikpadagogic" num campo de férias para jovens músicos em Oberwisel, Alemanha. E, com muitas outras, com carácter mais pontual, tem orientado oficinas e espectáculo abordando a improvisação e estratégia musical e comunicação transpessoal.
É membro do grupos musicais "Culto de Orfeu", dedicado às velhas e novas músicas do mundo, "4Portango" com musica de Astor Piazzolla e "põePlay" com o qual, mistura toda a música de conserva (CDs). Desde 1996 tem organizado e orientado, para a d’Orfeu, os Seminários, debates públicos sobre variados tópicos da música, da arte, da educação e do associativismo. Em 2004 iniciou o Ciclo, criando e incentivando outros ao experimentalismo. Evento anual que começou com o nome Ciclo da Voz, se transformou sucessivamente no BiCiclo, no TriCiclo, e finalmente no actual Tetra.
E, em 2008, com o AparqA!, lança as bases para o desenvolvimento de um centro criativo para a dinamização de actividades lúdicas, estudos e pedagogias alternativas.



 


Início | Gaita-de-fole | Sócios | Actividades | Notícias | Escola de Gaitas |
Comprar | Orquestra de Foles | Documentos | Equipa | English  | Links | Contactos
Powered by RRMerlin

Associação Gaita de Foles - direitos reservados